INSTALAÇÃO DE PISOS DE MADEIRA

 

Onde instalar?

 

Scandian é um piso de uso doméstico, não sendo recomendado para fins comerciais ou áreas de alto tráfego.

Em residências, pode ser instalado em todos os ambientes cobertos e fechados, com exceção àqueles sujeitos à umidade, lavagem e derramamento de líquidos, como cozinhas, banheiros, lavabos e lavanderias. Por ser um material de fácil limpeza e que não guarda poeira e resíduos de poluição do ar, é ideal para locais de longa permanência de pessoas, como quartos e salas, proporcionando ambientes mais saudáveis e aconchegantes. Pode ser usado em reformas ou renovações de pisos, pois sua instalação é simples, não acarretando transtornos domésticos.

 

Quando instalar?

 

Tanto em construções novas como em reformas, deve ser o último item a ser instalado. A sua colocação não interfere nos demais acabamentos, mas se instalado antes, pode ser danificado por equipamentos, ferramentas, abrasivos, tintas,etc.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Procedimentos de instalação:

 

A instalação deverá ser acompanhada e conferida pelo consumidor. Além das técnicas de colocação, a observância de algumas regras é exigida por parte do instalador.

 

a) O contrapiso deverá estar seco e devidamente regularizado, devendo ser limpo e aspirado antes da instalação.

 

b) As variações de tonalidades e colorações são características da madeira, produto natural e único, exclusivo. CABE RESSALTAR QUE A SCANDIAN NÃO RECONHECE RECLAMAÇÕES POR DIFERENÇAS DE TONALIDADES DA MADEIRA COMO DEFEITO DE FABRICAÇÃO.

A sua correta distribuição no ambiente é condição importante para a beleza do piso. O instalador deve abrir as caixas e fazer um estudo prévio das variações de tonalidades, procurando uma distribuição aleatória, sem regularidade aparente. Não se pode aglomerar peças mais escuras ou mais claras numa determinada área, dividindo o ambiente. Evitar também a distribuição em faixas alternadas e regulares (“zebra”). A técnica utilizada, é abrir todas as caixas, retirar as lâminas fazendo uma prévia distribuição, mesclando as diferentes tonalidades, a fim de criar um conjunto harmônico.

 

c) Pisos de madeira sofrem os efeitos da dilatação e contração devido às variações atmosféricas (umidade do ar e temperatura). Por isso é essencial que seja deixado espaço para dilatação, para que o piso não levante ou “estufe”, obedecendo as seguintes recomendações:

  • Junto às paredes, a ser coberto pelo rodapé, o espaço de dilatação deve ser de 10 mm. Em ambientes com área superior a 80 m 2 , é recomendável que o espaço seja de 15 mm.

  • Em áreas com distâncias superiores a 12 m, como por exemplo, corredores que ligam diversos cômodos, é necessário que se coloque uma junção nas portas, de forma a dividir a distância.

  • Móveis feitos sob encomenda e fixos devem ser instalados antes do piso, deixando espaço de dilatação no contorno destes, que serão arrematados com baguete ou rodapé.

  • Não basta uma extremidade do piso estar livre. A dilatação se dá em todos os sentidos.

  • O corte das peças que serão colocadas junto às paredes deve ser reto e todas devem manter igual afastamento. Basta uma delas encostar e pressionar a parede para todo o piso levantar.

 

d) A cola, na instalação flutuante, deve ser aplicada em  toda a extensão dos canais usinados (fêmea) das lâminas de piso.Essa colagem auxilia na impermeabilização das juntas, estendendo o tempo de penetração de líquidos derramados sobre o piso.

Obs: Não permitir a migração de cola sobre o piso.

 

e) Instalação flutuante:

Sobre o contrapiso coloca-se uma lona plástica impermeabilizante, sobre esta uma manta de polietileno de 2 mm de espessura e sobre a mesma mais uma lona plástica impermeabilizante. As peças da manta e das lonas devem ser cruzadas, com uma superposição nas emendas de 10 cm e unidas com fita adesiva.

A lona plástica deve cobrir também a parede, até a altura do rodapé.

Também podem ser utilizadas mantas de polietileno especiais, que têm uma face impermeabilizante, mas sempre considerando a garantia do fabricante da manta.

É recomendável que, antes da instalação, seja aplicados um impermeabilizante líquido, de acordo com as instruções do fabricante.

 

f) O piso só deve ser liberado para uso após a secagem da cola aplicada nos encaixes macho-fêmea (24 horas após a aplicação).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

g) Instalação Colada

sobre o contrapiso aplica-se a cola (que deve ser adequada para pisos de madeira) e se espalha a mesma com espátula dentada criando ranhuras na cola. O piso é assentado diretamente sobre a cola, não sendo necessário nenhum adesivo nos canais usinados. Não recomendamos instalação colada em andares térreos. Recomendamos a impermeabilização do contrapiso para evitar futuras contaminações por umidade.

Tenha cuidado para não manchar o piso com cola.

 

h) Jamais cubra o piso com lona plástica. Este procedimento cria uma ambiente abafado trazendo sérios riscos ao seu piso. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INSTALAÇÃO DE PISOS VINÍLICOS

 

O contrapiso deve estar impermeabilizado, regularizado, nivelado, totalmente seco e isento de umidade, limpo e sem imperfeições ou desníveis no ato da instalação.

 

Não é permitida a instalação do piso Vinílico Scandian sobre outros tipos de pisos, como madeira e laminado, neste caso faz-se necessário a remoção destes pisos. No caso de pisos cerâmicos, o mesmo deve ser preparado para aplicação do piso vinílico, não sendo obrigatoriedade a sua total remoção. A preparação deverá ocorrer com a utilização de massa de regularização.

 

O piso deve ser aclimatizado previamente à instalação devendo a temperatura estar entre 18° e 25°C.

 

Recomendamos sempre a contratação de instaladores especializados e qualificados para instalação de revestimentos vinílicos. A garantia da Scandian não cobre problemas ocasionados pela instalação.